No teto do reembolso (PGE), estão cortando benefícios sem ouvir você!

A diretoria do nosso plano de saúde publicou algumas matérias no site da Cemig Saúde, mas não informou os cortes que foram feitos. Apenas informa o que foi mantido. Isso não é correto. Os gestores têm que ter transparência total e assumir a responsabilidade pelo que fazem.

Também escreveram no site do plano que querem estar sempre ao nosso lado (dos beneficiários), mas essa afirmação precisa ser praticada de forma efetiva e transparente. Os beneficiários pagam pelo plano e cortes nas coberturas não podem ocorrer sem ouvir as pessoas. Isso não é legal. Ouvir quem custeia o plano é de fato estar ao lado dos beneficiários.

Conselheiros eleitos não ouviram beneficiários

E não foi isso que aconteceu. O fato é que os conselheiros do plano (quatro indicados pela patrocinadora e quatro eleitos) fizeram cortes no teto de reembolso do PGE e não disseram nada para ninguém. Isso não pode acontecer mais.

Os cortes foram feitos no dia 30 de outubro de 2019, mas só foram divulgados agora, 124 dias depois, quando os cortes e reduções já estão vigorando. Alguém acredita que os conselheiros indicados pela Cemig tomam decisões muito importantes sem ouvir a diretoria da empresa? Os conselheiros eleitos não estão ouvindo os beneficiários.

Por isso, reforçamos a chamada de atenção aos conselheiros eleitos. É fundamental ouvirem os eleitores (beneficiários) antes de votarem as decisões mais importantes, principalmente porque vão impactar somente o bolso dos trabalhadores e aposentados.

Conheça a História da ABCF e faça parte dela: https://www.portalabcf.com.br/historia/

Conheça a diretoria e o conselho da ABCF: https://www.portalabcf.com.br/abcf/diretoria-e-conselheiros/