Direção da Cemig Saúde mente sobre reajuste do plano

Nota da direção da Cemig Saúde mente ao dizer que não pagamento de reajuste pela Cemig não ameaça financeiramente o plano

Beneficiários já tiveram o reajuste descontado no contracheque da Forluz

A direção da Cemig Saúde soltou uma nota no site em que afirma que o não pagamento, por parte da Cemig, do reajuste do plano de saúde não o afetaria financeiramente. Disse, ainda, que os beneficiários ainda vão pagar o reajuste. Não é verdade.

A nota afirma: “A equipe da operadora realizou as análises financeiras, econômicas e atuariais que assegurariam que eventual decisão sobre a não aplicabilidade do reajuste financeiro não afetaria a solvência e a saúde financeira do plano”.

Se a “equipe da operadora” fez estudos, estes não foram disponibilizados aos Conselheiros para análise antes da reunião convocada. E a afirmação de que “não afetaria a solvência e a saúde financeira do plano” precisa ser melhor explicada.

O não pagamento de reajuste por parte da Cemig geraria uma redução de receita de R$ 71 milhões ao plano e é contraditório com o discurso de “sustentabilidade” que levou aos cortes de benefícios. Além disso, um mero adiamento de receita, no mínimo, acarretaria a necessidade de antecipação da aplicação do reajuste técnico.

Beneficiários já estão pagando o reajuste

A outra mentira é quando a nota da direção da Cemig Saúde diz que o reajuste “será aplicado” aos beneficiários. Não, o reajuste já foi aplicado no contracheque do beneficiário e está descontado no valor que a Forluz creditou nas contas dos participantes.

Absurda também é a instalação da própria reunião do Conselho Deliberativo que, desta forma, representa um fragrante desrespeito ao Judiciário, já que a manutenção das cláusulas o ACE, inclusive a dos reajustes, está liminarmente imposta por decisão judicial.

Concluindo, este absurdo deve ser urgentemente corrigido, exigindo-se a retratação da Cemig Saúde, inicialmente por via administrativa nos âmbitos dos Conselhos Deliberativo e Fiscal da operadora. E, se não efetivada, via Justiça, responsabilizado os autores desta comunicação.

A ABCF PRECISA DE VOCÊ. SEJA SÓCIO. APOIE QUEM TE DEFENDE

Precisamos fortalecer as entidades representativas, inclusive financeiramente, para protegermos os participantes da Forluz e da Cemig Saúde. Os custos com advogados e outras consultorias são elevados.

Não se esqueça de se tornar sócio da ABCF e fortalecer quem defende os participantes. Importante deixar claro que a Justiça só vai dar o direito a ações contra perdas de direitos na Forluz a quem for sócio de alguma entidade.

Se você ainda não é sócio, junte-se a nós da ABCF.

É simples se tornar um associado. Clique no link. São apenas R$ 13,57 por mês.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube. Clique aqui.

Somente nossa eterna vigilância vai proteger a Forluz e a Cemig Saúde

Receba notícias pelo WhatsApp >>> https://chat.whatsapp.com/HcRys1VwIoXKl0XLMIlSFu

Conheça a História da ABCF e faça parte dela: https://www.portalabcf.com.br/historia/

Conheça a diretoria e o conselho da ABCF: https://www.portalabcf.com.br/abcf/diretoria-e-conselheiros/