Conselheiros eleitos barram tentativa de mudar estatuto da Forluz

Os conselheiros eleitos pelos participantes no Conselho Deliberativo da Forluz barrarm uma tentativa de alterar o estatuto da Fundação. Os três conselheiros eleitos votaram contra e os três conselheiros indicados pelas patrocinadoras votaram a favor.

A votação ficou 3 a 3 e, por não ter voto de minerva (desempate) nesse tipo de votação, a proposta foi barrada. Propostas de mudança de estatuto exigem quórum qualificado (dois terços dos votos). Os conselheiros eleitos que votaram contra a mudança do estatuto foram Guilherme Fernandes, Roseli Maciel e Claudia Ricaldoni (apoiados por ABCF, Sindieletro e AEA) e Marcos Túlio Silva.

Entenda

A proposta da Forluz era enviar uma proposta de alteração do estatuto que mantivesse o quórum qualificado e a paridade entre participantes e patrocinadoras no Plano B. Entretanto, o simples envio da proposta daria brecha para a Previc mandar que a Forluz mudasse o estatuto, exigindo o fim do quórum qualificado para votações importantes e introduzindo o voto de minerva no Plano B.

Exceto pela qualificação técnica prevista para seleção de diretores, que já foi introduzida no regulamento eleitoral e já imprementada, o estatuto da Forluz está adequado às demais normas exigidas pela Resolução 35, como as relativas às escolhas dos conselheiros, novos patrocinadores, equilíbrio técnico-financeiro etc.

Estatuto da Forluz já está adequado à Resolução 35 do CNPC

Por já estar em sintonia com as novas normas previstas na Resolução 35, os conselheiros eleitos optaram por manter o estatuto como está e não expor os participantes da Forluz ao risco de terem perdas de direitos em eventual solicitação de alteração pela Previc.

A ABCF PRECISA DE VOCÊ. SEJA SÓCIO. APOIE QUEM TE DEFENDE

Precisamos fortalecer as entidades representativas, inclusive financeiramente, para protegermos os participantes da Forluz e da Cemig Saúde. Os custos com advogados e outras consultorias são elevados.

Não se esqueça de se tornar sócio da ABCF e fortalecer quem defende os participantes. Importante deixar claro que a Justiça só vai dar o direito a ações contra perdas de direitos na Forluz a quem for sócio de alguma entidade.

Se você ainda não é sócio, junte-se a nós da ABCF.

É simples se tornar um associado. Clique no link. São apenas R$ 13,57 por mês.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube. Clique aqui.

Somente nossa eterna vigilância vai proteger a Forluz e a Cemig Saúde

Receba notícias pelo WhatsApp >>> https://chat.whatsapp.com/HcRys1VwIoXKl0XLMIlSFu

Conheça a História da ABCF e faça parte dela: https://www.portalabcf.com.br/historia/

Conheça a diretoria e o conselho da ABCF: https://www.portalabcf.com.br/abcf/diretoria-e-conselheiros/