Cemig avalia venda de participação na Taesa, que lucrou R$ 2,2 bilhões em 2020

Taesa-Cemig
Cemig quer vender participação na Taesa, que deu lucro de R$ 2,26 bilhões em 2020

A Cemig publicou um comunicado ao mercado nesta sexta-feira, 26 de março, anunciando que está avaliando se desfazer de sua participação na Taesa (Transmissora Aliança de Energia Elétrica), empresa com sede no Rio de Janeira e parte do grupo Cemig.

Diz o comunicado que a Cemig avalia “desinvestimento da sua participação” na Taesa com auxílio de “assessores especializados”. O Conselho de Administração da empresa deverá apreciar as “análises acerca do modelo e da estrutura para o potencial desinvestimento”.

Taesa teve lucro 194,7% maior no 4º trimestre de 2020 comparado a 2019

A Cemig detém 36,97% das ações da Taesa. Outros 26,03% pertencem à Isa Brasil e 37% estão pulverizados no mercado. Atualmente, a Taesa vale R$ 12,4 bilhões na Bolsa de Valores. Hoje, a ação subiu 0,32 e está cotada a R$ 36,10, maior cotação dos últimos cinco anos.

No quarto trimestre de 2020, a Taesa apresentou lucro líquido de R$ 829 milhões, alta de 194,7% em comparação ao mesmo período de 2019. O lucro da Taesa, em 2020, foi de R$ 2,26 bilhões, uma alta de 104,6% em relação a 2019. A receita líquida no quarto trimestre de 2020 foi de R$ 1,1 bilhão, alta de 148,5%. Em todo o ano de 2020, a receita totalizou R$ 3,5 bilhões, aumento de 93,5% sobre 2019.

Cemig já vendeu participação na Light

No início de 2021, em plena pandemia, a Cemig vendeu sua participação na Light, também localizada no Rio de Janeiro, por R$ 1,37 bilhão com um valor de R$ 20 por ação. Dias antes da venda, as ações eram negociadas a R$ 24 e hoje valem R$ 19,23.

Comunicado ao mercado

Cemig-Taesa-comunicado ao mercado-
Comunicado da Cemig ao mercado sobre a intenção de vender a Taesa

A nota da Cemig só não explica por que vender uma empresa tão lucrativa quanto a Taesa. O espanto só não é maior porque o sócio majoritário também não esconde que pretende vender a própria Cemig, que também é muito lucrativa. Vale lembrar a palavra de ordem sempre dita pelos eletricitários: o que é de Minas não se dá ao (Dow) Jones.

A ABCF precisa de sócios para manter a defesa dos participantes

Para manter-se na defesa dos participantes, e ter fôlego financeiro para patrocinar ações em defesa dos participantes, é de vital importância que você, participante da Forluz e da Cemig Saúde, torne-se sócio da ABCF. Nossa associação é pequena e financeiramente frágil, mas gigante na defesa dos participantes. Não acredite apenas no que estamos dizendo, basta consultar as matérias de nosso site e verificar o quanto estamos fazendo em prol dos participantes. Não paramos de agir nem durante a pandemia. Apoie quem te defende, seja sócio da ABCF.

Receba notícias pelo WhatsApp >>> https://chat.whatsapp.com/HcRys1VwIoXKl0XLMIlSFu

Conheça a História da ABCF e faça parte dela: https://www.portalabcf.com.br/historia/

Conheça a diretoria e o conselho da ABCF: https://www.portalabcf.com.br/abcf/diretoria-e-conselheiros/