Cemig Saúde: união em defesa dos direitos dos participantes

O copo está meio cheio e precisamos avançar!

O assunto é o mais comentado nas redes sociais e entre os beneficiários da Cemig Saúde. Cortes de reembolsos de óculos, psicólogos, fisioterapeutas, terapia ocupacional, a limitação aos genéricos, as crescentes dificuldades para autorização de procedimentos, o fechamento do atendimento presencial no interior, a desconfiança que está sendo gerada nos prestadores. Temas que tem preocupado os beneficiários, até então acostumados a serem bem atendidos pela Cemig Saúde.

Com isto, frequentemente surgem dúvidas sobre o que está ocorrendo. Como?, quando?, por quê? Mas, também, o que as associações e sindicatos estão fazendo? Por que não se unem em defesa dos direitos dos beneficiários ativos e aposentados ?

Ouvindo a ideia de muitos beneficiários, ABCF, Sindieletro, Sindicato de Psicólogos e Economistas propuseram uma carta a ser assinada por todas as entidades para ser enviada à Cemig e à Cemig Saúde solicitando, principalmente, o respeito aos direitos assegurados pela legislação, pelo Acordo Coletivo Específico (ACE) e garantidos no regulamento original do plano.

Veja a carta na íntegra clicando aqui.

Reuniões e tentativa de união

AEA e Coletivo de Entidades não quiseram assinar a Carta por motivos diferentes e ficaram de decidir se cada uma mandará uma correspondência separada.

Nos propusemos a participar da reunião realizada entre AEA e Cemig Saúde, no dia 20 de novembro, sobre o plano. Mas a Cemig Saúde disse que só a AEA poderia decidir se aceitaria ou não nossa participação. Fizemos contato, mas a AEA não nos respondeu.

Todas as entidades resolveram, então, se reunir no dia 1º dezembro, segunda-feira, para traçar estratégias conjuntas de ação. Ficou decidido que todas as entidades participarão, juntas, de uma reunião com a direção da Cemig Saúde no dia 11 de dezembro, sexta-feira.

Enfim, entidades estão conversando

Mas teimamos em ver um lado positivo, acreditamos que a proposta avançou no que é mais importante: abrir um caminho para que as associações e sindicatos possam alinhar medidas em defesa dos direitos dos participantes na Cemig Saúde.

Sabemos que medidas isoladas não têm surtido efeito e que a divisão enfraquece a todos. Neste sentido, a ABCF se posiciona mais uma vez na busca da unidade. Entendemos que o melhor é agregar todas as iniciativas sugeridas nas correspondências e por muitos beneficiários:

1 – Vamos enviar a carta em nome das entidades que concordaram (ABCF, Sindieletro, Psiocólogos e Economistas), solicitando a suspenção das alterações regulamentares e outras medidas que retiram direitos e dificultam o acesso dos benefícios do plano de saúde;

2 – Estamos contratando pareceres para estudar ações judiciais e propor outras medidas conjuntas com todas as entidades.

Quem precisa de cuidados de saúde tem pressa, por isso iremos acelerar os encontros para informar e mobilizar. Participe!

ABCF
Sindieletro
Sindicatos das Psicólogas e Psicólogos
Sindicato dos Economistas

E tem espaço para outas associações e sindicatos nesta luta!

Carta-Entidades-Cemig-Cemig Saúde

Conheça a História da ABCF e faça parte dela: https://www.portalabcf.com.br/historia/

Conheça a diretoria e o conselho da ABCF: https://www.portalabcf.com.br/abcf/diretoria-e-conselheiros/