Abrapp e Ancep: convênio com Fucape para produzir Manual

A Abrapp e a Ancep acabam de estabelecer convênio com a Fucape (Fundação Capixaba de Pesquisas de Contabilidade) para a elaboração da 1ª edição do Manual de Contabilidade aplicado às entidades fechadas (EFPCs). “É um novo marco para a prática da contabilidade em nosso setor. É a primeira obra completa voltada para a atividade contábil do setor de Previdência Complementar Fechada”, diz Geraldo de Assis Souza Jr., Secretário Geral da CT de Contabilidade.

O projeto tem dois objetivos fundamentais: preencher a lacuna da ausência de literatura específica da contabilidade das EFPC, além dos próprios normativos e, levar a publicação para ser adotada nos cursos de graduação em Ciências Contábeis e Atuariais em todo o país. “A Fucape é uma instituição de excelência acadêmica na parte contábil formada por ex-professores da USP. Essa parceria é extremamente importante e vai nos auxiliar bastante porque nós temos o conhecimento técnico específico e eles têm o conhecimento acadêmico”, comenta Geraldo de Assis.

“A edição dessa nova obra é mais uma demonstração da capacidade do sistema de fazer o melhor agregando competências”. O manual será fruto de parcerias e chega em uma hora em que a Previdência Complementar Fechada tem muitos desafios a vencer”, reforça Devanir Silva, Superintendente Geral da Abrapp. Na mesma linha, o Presidente da Ancep, Roque Muniz celebra mais uma parceria com a Abrapp. “Consideramos que o livro chega em momento de extrema importância para o sistema de Previdência Complementar, para que a sociedade tome conhecimento do funcionamento de nosso setor através da atividade de contabilidade”, afirma.

O professor da Fucape, Fernando Galdi também ressaltou o desenvolvimento do projeto neste momento em que o país atravessa. “É uma iniciativa ainda mais importante porque visa o aprimoramento das práticas de um sistema que o debate em torno da Reforma da Previdência colocou sob o foco da sociedade”, disse. Outros dois professores da instituição, Aziz Xavier e Fábio Moraes, estiveram presentes à reunião da CT da Abrapp.

Público abrangente

O Diretor Executivo da Abrapp, Erasmo Cirqueira Lino, que acompanha o trabalho da Comissão Técnica de Contabilidade, explica que a publicação tem o objetivo de atingir não apenas os especialistas de contabilidade das EFPCs, mas também um público mais amplo formado pelos membros dos conselhos deliberativo e fiscal das entidades. “O manual será bastante útil para os conselheiros das entidades, sobretudo para os membros do Conselho Fiscal. Além disso, pretendemos atingir a academia, o público de jovens de estudantes da graduação e pós-graduação”, prevê Erasmo.

O dirigente explica que existe atualmente uma carência de uma publicação especializada no setor de EFPCs para ser utilizada em cursos de contabilidade e atuária. “A Abrapp é um celeiro de conhecimentos técnicos e temos condições de dar uma grande contribuição para a produção da obra”, completa Erasmo.

Geraldo Assis coincide com a necessidade de uma publicação de tal gênero. “Atualmente há muitas dificuldades para conseguir docentes e obras que foquem na parte de contabilidade e atuária nos cursos acadêmicos. A publicação do manual trará uma importante contribuição para superar essa lacuna”, comenta o especialista. A previsão é concluir a primeira versão do manual até o final de 2019 para publicá-lo no 1º semestre de 2020.

Os capítulos serão escritos pelos membros da Comissão de Contabilidade da Abrapp, especialistas da Ancep e também por professores da Fucape. A publicação estará dividida da seguinte maneira: introdução; demonstrações contábeis; análises de ativos, passivos, mutações patrimoniais e resultados administrativos; governança com foco em auditoria e controles internos das entidades; e benefícios pós-empregos dentro dos patrocinadores.

Fonte: Abrapp