ABCF responde à Cemig: NÃO! Empresa só quer cortar benefícios

A ABCF enviou uma resposta à proposta apresentada pela empresa no dia 27 de abril e complementada no dia 11 de maio. “Repudiamos a atitude cruel da empresa, que em plena pandemia querer impor um aumento superior a 150% nas mensalidades do plano de saúde, e ainda o corte de vários benefícios de acesso a tratamentos de saúde e de reembolso de despesas médicas. As correspondências e o marketing agressivo da empresa já preocupam e adoecem os beneficiários, vários deles em idade avançada e com familiares com saúde fragilizada. O risco de danos irreparáveis é inegável, pois muitos trabalhadores aposentados não conseguirão arcar com este aumento abusivo”.

Em resumo, a resposta é NÃO!

A resposta foi enviada por meio de correspondência entregue pessoalmente na sede da Cemig na manhá desta sexta-feira, 28 de maio, ao senhor Brunno Viana dos Santos Sant’Anna, gerente de Relações Trabalhistas e Internas (DGP/RT) da Cemig.

Leia a correspondência completa aqui.

Corte de benefícios

A ABCF considera que a proposta, além de incompleta, “não é fruto de nenhuma negociação, mas da vontade unilateral da empresa em cortar benefício de saúde garantido há décadas aos seus empregados e aposentados através de plano único custeado pelas patrocinadoras e pelos beneficiários nos termos da lei. Importante ressaltar que, contradizendo às justificativas apresentadas, a Cemig sempre obteve resultados positivos arcando em dia com sua obrigação no plano de saúde, fato que permanece no primeiro trimestre deste ano com lucro de R$ 422 milhões.

Notificação extrajudicial

A ABCF também condenou atitude “discriminatória e ilegal” da Cemig em excluir a entidade das tratativas sobre a proposta de encerramento do plano de saúde de seus trabalhadores, ex-trabalhadores e aposentados. “A exclusão da ABCF das reuniões demonstra que a empresa não está verdadeiramente abrindo uma negociação”.

A ABCF reitera o exposto na Notificação Extrajudicial enviada à Cemig no dia 11 de maio de 2021 e, mais uma vez, RECHAÇA EXPRESSAMENTE a proposta na forma como está apresentada.

A ABCF PRECISA DE VOCÊ. SEJA SÓCIO. APOIE QUEM TE DEFENDE

Precisamos fortalecer as entidades representativas, inclusive financeiramente, para protegermos os participantes da Forluz e da Cemig Saúde. Os custos com advogados e outras consultorias são elevados.

Não se esqueça de se tornar sócio da ABCF e fortalecer quem defende os participantes. É só R$ 12,46 por mês. Importante deixar claro que a Justiça só vai dar o direito a ações contra perdas de direitos na Forluz a quem for sócio de alguma entidade.

Se você ainda não é sócio, junte-se a nós da ABCF.

É simples se tornar um associado. Clique no link. São apenas R$ 12,46 por mês.

Somente nossa eterna vigilância vai proteger a Forluz e a Cemig Saúde

Receba notícias pelo WhatsApp >>> https://chat.whatsapp.com/HcRys1VwIoXKl0XLMIlSFu

Conheça a História da ABCF e faça parte dela: https://www.portalabcf.com.br/historia/

Conheça a diretoria e o conselho da ABCF: https://www.portalabcf.com.br/abcf/diretoria-e-conselheiros/