Três atitudes para aproveitar mais a aposentadoria 


  • Forluz
  • 28 de janeiro de 2019

A aposentadoria representa o encerramento de um ciclo importante na vida de qualquer pessoa. Mas parar de trabalhar não significa deixar de levar uma vida produtiva. O brasileiro está vivendo cada vez mais e, aproveitar estes anos com disposição e equilíbrio, depende de alguns fatores.

O principal é não adotar uma postura passiva diante desta fase, como explica o médico geriatra, Marcos Cabrera. “Agir assim vai gerar desmotivação e desânimo, podendo ainda impactar em problemas de saúde. Devemos lembrar que a aposentadoria também abre novas possibilidades e ter o pulso para decidir por onde continuar é o que fará uma enorme diferença”.

Segundo o especialista, buscar os prazeres da vida, encontrar um propósito e cuidar da saúde física, mental e emocional são os principais ingredientes para viver mais e melhor. E, se você está começando a trilhar este caminho agora, fique atento às três atitudes indicadas pelo médico.
1 – Preocupe-se com sua saúde física. Para ter uma vida proveitosa, é fundamental se sentir bem fisicamente, não é mesmo? “Faça o melhor possível para preservar o seu corpo, dependendo menos de exames e remédios e mais de uma rotina equilibrada. Mantenha-se ativo, movimente-se. Não adianta somente estar com o peso em dia e a pressão controlada”.
2 – Saia de casa. “Muitos indivíduos se isolam da sociedade depois da aposentadoria, e já foi comprovado que, quem tem amigos, vive mais. Cultive as relações sociais, em qualquer ambiente ou comunidade que preferir. Não dê espaço para a solidão”.
3- Cultive seus afetos. “A afetividade é vital para o bem-estar. Temos que nos sentir afetivamente íntegros. Isso vale para o casamento, a relação com o companheiro ou companheira, com os nossos familiares. Focar nas nossas parcerias afetivas é importante e muitas vezes minimizamos este aspecto”.

Marcos Cabrera é geriatra, professor da Universidade Estadual de Londrina e palestrante. No último encontro de assistidos da Forluz, ele esteve presente para conversar com o público sobre bem-estar e qualidade de vida.
Fonte: Forluz