Grupo de Estudos tem reunião na ABCF

  • ABCF
  • 26 de Fevereiro de 2019

No dia 25 de fevereiro, a ABCF foi sede do encontro do Grupo de Estudos Forluz e Cemig Saúde. O tema da reunião e dos debates foi a Política de Investimentos da Forluz.

Emilio Cafaro, diretor de Investimento e Controle da Forluz, começou a reunião abordando os resultados da rentabilidade dos planos A e B em 2018.

“Nossos grandes desafios são: modernizar o modelo de investimentos de forma a maximizar a rentabilidade e reduzir os custos de administração; focar a governança e a gestão de riscos; prospectar investimentos alternativos para superar metas atuariais; diversificar a carteira de investimentos para otimizar a relação risco x retorno; investir na qualificação das equipes e implementar o Plano Instituído”, enfatizou Emílio.

O gerente de Renda Variável e Macroalocação, André Buscácio de Sousa, apresentou a Política de Investimentos 2019. Ele explicou que a Política sempre é feita para os próximos cinco anos, mas é revista anualmente. “Ela dá as diretrizes para a alocação dos investimentos, sempre considerando os processos, os riscos e o respeito à governança”, contou.

Na apresentação André explicou que nas condições econômicas atuais os economistas apostam em uma taxa de juros menor e por tempo prolongado. Neste ambiente, para buscar melhores níveis de rentabilidade e alcançar o retorno mínimo atuarial, as entidades de previdência complementar terão que gradualmente aumentar o nível de tomada de risco. “Na Forluz estamos buscando um melhor pacote de diversificação, aumentando de forma controlada a exposição em renda variável e buscando alocações marginais em multimercados e investimentos no exterior”, finalizou.