39° Congresso: Tema - “Disruptura e o Mundo do Novo Século”


Em um mundo em acelerada transformação tecnológica, a 39ª edição do Congresso Brasileiro da Previdência Complementar Fechada, organizado pela Abrapp, não poderia deixar de focar nas profundas mudanças no setor e na sociedade. Neste sentido, a chamada central de um dos maiores eventos mundiais da Previdência Complementar, programado para os dias 10, 11 e 12 de setembro, em Florianópolis (SC) é “Disruptura e o Mundo do Novo Século”. 

Para a edição de 2018, as inscrições foram antecipadas. De 4 de julho a 13 de agosto, as inscrições contarão com desconto. Após 14 de agosto, as inscrições serão realizadas sem desconto. 

“É um Congresso que vai focar na disruptura, essa é a palavra chave do evento. A humanidade está em um processo de mudança tão acelerada que os conhecimentos vão se tornando obsoletos em pouco tempo”, diz Luiz Paulo Brasizza, Coordenador Geral do 39° Congresso Brasileiro da Previdência Complementar Fechada. A própria evolução da sociedade, da demografia e do mercado de trabalho nas últimas décadas impõem grandes desafios para a reinvenção da Previdência Fechada no país. 

O Diretor-Presidente da Abrapp, Luís Ricardo Martins, destaca a meta da organização em fazer um congresso inovador, em sintonia com o novo contexto econômico e social do país. “Nossa expectativa é contar com o engajamento de todos os dirigentes, essa sensibilidade de que o sistema realmente precisa de uma reinvenção, de uma nova previdência que atraia os diferentes perfis de trabalhadores e os jovens”, diz Luís Ricardo. 

Logo na abertura do evento, ocorre a Palestra Magna “Transformar: Estratégia de um Novo Tempo”, com o historiador e professor da Unicamp, Leandro Karnal, um dos mais reconhecidos escritores e palestrantes do país na atualidade. Com o título de 2.0: Disrupção em Previdência, a Plenária 1 deve abordar o conceito de Previdência 2.0, que inclui a reforma estrutural do sistema como um todo como projeto de estado. Nesta mesma plenária, a proposta é trazer os economistas dos principais candidatos a presidente, para debater o futuro da previdência no país e no mundo. 

A seguir listamos as demais plenárias e os respectivos temas. Plenária 2: Inteligência Artificial e Singularidade. Plenária 3: Reputação na Sociedade de Riscos. Plenária 4: O Progresso Humano em Curva Exponencial. Plenária 5: O Indivíduo no Centro do Planejamento Financeiro e Previdenciário. Plenária 6: Estratégia para Vencer em Tempos de Transição. 

Além das plenárias, o Congresso contará com 16 Apresentações Técnicas, com duração de 45 minutos cada. Estas apresentações têm o caráter mais específico, voltado para temas apresentados por especialistas. Outro âmbito de apresentações é o Espaço UniAbrapp, que contará com apresentações mais curtas e ágeis, de 20 minutos. 

Foco no indivíduo
Além das inovações tecnológicas, outro termo importante para a definição da programação é o “foco no indivíduo” para atrair as novas gerações de trabalhadores. “Não é que os mais jovens não querem poupar, eles querem sim. Mas as novas gerações possuem uma espécie de ansiedade tecnológica, são mais ansiosos com os investimentos e querem mais agilidade”, diz Brasizza. Ele explica que o uso adequado da tecnologia é capaz de reduzir essa necessidade dos jovens, incentivando-os a participar dos planos de benefícios para começar a poupar.
Para inscrições e informações utilize o link: http://cpcf.com.br/  

Fonte: Abrapp/AssPreviSite



Compartilhe Google Plus

Sobre Portal ABCF

Site da Associação dos Beneficiários da Cemig Saúde e Forluz. Previdência complementar, fundo de pensão, educação financeira e plano de saúde.
    Comentários Gmail
    Comentários Facebook

0 comentários :

Postar um comentário