Candidato a DRP na Cemig Saúde descumpre regulamento e comissão eleitoral ignora

Como deve ser do conhecimento de todos os beneficiários da Cemig Saúde, o candidato Marcos Barroso é diretor eleito e empossado na Forluz como suplente do atual DRP. Qual não foi a nossa surpresa quando tomamos conhecimento de sua candidatura à DRP na Cemig Saúde. Surpresa desagradável, diga-se de passagem.

Curta nossa página no Facebook

Não pelo candidato em si, mas pelo que representa sua opção pela busca de mais um cargo que nada tem a ver com o que ele deve ter se preparado nos últimos dois anos: ser um eventual ou definitivo sucessor do DRP titular da Forluz. Não é para isso que nós o elegemos como suplente? Não foi para isso que ele tomou posse? Ou tanto faz ser DRP na Forluz ou na Cemig Saúde? O que importa mesmo é a contribuição que o candidato pode oferecer ou que pode vir de remuneração ou status?

Forluz e Cemig Saúde – complexidades diferentes, conhecimentos diferentes

Sabemos que um fundo de pensão tem níveis de complexidade diferentes de um plano de saúde suplementar, até mesmo a contabilidade e os investimentos guardam diferenças significativas. Não podemos, se quisermos proteger nossos maiores patrimônios (Forluz e Cemig Saúde), continuar a utilizar as nossas representações como moeda de troca partidária. Isso acontecia no passado e continua acontecendo hoje na Cemig (troca de diretores e dezenas de ad nutuns), Forluz (dois diretores de seguridade em menos de um ano) e agora, com a nossa assinatura, a própria Cemig Saúde. Não conquistamos o direito de eleger DRPs na Forluz e Cemig Saúde para eles se transformarem em burocratas e serem mais um diretor enquadrado pelos demais diretores e pela própria Cemig.

Membro de órgão estatutário de outra patrocinadora está impedido de ser candidato. Mas para a Comissão Eleitoral...



Também é de conhecimento geral que a Forluz é uma das patrocinadoras da Cemig Saúde. Como o candidato da Chapa 2 é DRP suplente empossado na Forluz em 2014, o Regulamento das Eleições na Cemig Saúde é bastante claro em seu artigo 7º:

Art. 7º – Poderá ser candidato a Diretor de Relações com os Participantes qualquer beneficiário titular, definido nos incisos I e II do Art. 2º deste Regulamento (...) e ainda que atenda aos seguintes requisitos previstos no Art. 16 do Estatuto da Cemig Saúde:
(...)
§7º – não integrar, concomitantemente, mais de um órgão de administração e fiscalização da Cemig Saúde, bem como dos órgãos semelhantes nas Patrocinadoras;



Eis a resposta da Comissão Eleitoral a um pedido de impugnação da candidatura do DRP:

“...tendo em vista que a condição atual do Sr. Marcos Barroso de Resende é apenas a de candidato ao cargo de Diretor de Relações com os Participantes da Cemig Saúde, não havendo, portanto, qualquer impedimento estatutário ou regulamentar para validação de sua inscrição e participação no processo eleitoral em curso”.

Mesmo se não restasse clareza no § 7º do artigo 7º do regulamento eleitoral, ou seja, há impedimento sim, imaginemos que o atual DRP da Forluz seja impedido por alguma razão, definitivamente ou mesmo que por alguns meses, quem assumiria?

Óbvio que quem deveria assumir é o DRP suplente eleito e empossado em 2014, o agora candidato a DRP na Cemig Saúde.

Diante de tal possibilidade, a Cemig Saúde teria eleição com chapa única, ou a Forluz teria que realizar novas eleições para escolher novo DRP para um mandato de dois anos?

Será que, a exemplo do que ocorreu na Forluz, está havendo favorecimento a um candidato? Com qual interesse? Será que a comissão eleitoral teve o cuidado de fazer uma consulta jurídica sobre o assunto ou está assumindo a responsabilidade e as consequências que podem advir de tal decisão? Fica aí a interrogação.

Os beneficiários da Cemig Saúde e Forluz precisam se envolver mais

Durante as eleições na Forluz em outubro passado, ficou explícito o desinteresse dos trabalhadores da ativa e aposentados com a gestão de seu fundo de pensão. Nem a afirmação de que os principais órgãos estatutários (conselho deliberativo e fiscal) são meramente homologadores de decisões da diretoria e que não conseguem cumprir com seu papel legal, foi suficiente para alertar a maioria dos participantes (mais de 2/3 não votaram).

Muitas pessoas de bem, militantes dedicados e que generosamente doam seu tempo para acompanhar a gestão de nossos maiores patrimônios, estão se afastando, seja pela omissão de muitos, seja pela agressividade com que as disputas estão acontecendo.


Sabe-se que não existe espaço vazio, principalmente quando se trata de assuntos que envolvem tantas vidas e tantos recursos. Se não nos interessamos em cuidar do que é nosso, sempre haverá alguém de plantão para assumir a direção de nossos destinos. E, quase sempre, são os oportunistas de plantão interessados em poder, status e ascensão pessoal.

Baixe aqui o regulamento eleitoral completo.

 Regulamento Eleição DRP 2017-Cemig Saude

Veja a resposta da Comissão Eleitoral.

Compartilhe Google Plus

Sobre Portal ABCF

Site da Associação dos Beneficiários da Cemig Saúde e Forluz. Previdência complementar, fundo de pensão, educação financeira e plano de saúde.
    Comentários Gmail
    Comentários Facebook

0 comentários :

Postar um comentário