Estados poderão fazer parte da Funpresp para reequilibrar finanças

A secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vescovi, disse, nesta terça-feira, 28 de junho, que o governo vai permitir que os estados ingressem na Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal (Funpresp). A medida está no âmbito das reformas que a equipe econômica quer que os governos estaduais façam para reequilibrar suas finanças. O desequilíbrio previdenciário é um dos principais problemas dos estados. 

Não deixe de assinar nossa petição contra o PLP 268/2016

Ana Paula explicou que o Funpresp, que hoje é gerido apenas pela União, passaria a ser um fundo multipatrocinado. Isso significa que os estados interessados colocariam seus servidores no sistema e passariam a contribuir para ele. Esse processo é mais barato para os governadores do que criar regimes próprios de previdência social. A secretária disse que o assunto será discutido esta semana em reunião do Ministério da Fazenda com secretários de Fazenda estaduais. “O Funpresp se tornaria um fundo multipatrocinado. Isso dilui seu custo administrativo”, afirmou. 

Perguntada sobre a possível inclusão dos municípios no acordo de renegociação de dívidas dos estados com a União, a secretária descartou a medida. Ela afirmou que o acerto com os estados já está estimado no rombo fiscal de 2016, de R$ 170,5 bilhões, e não há previsão de inclusão de novas despesas. “Não há previsão de mudança de meta para esse ano. Não há mais espaço para negociação”.


Fonte: O Globo.
Compartilhe Google Plus

Sobre Portal ABCF

Site da Associação dos Beneficiários da Cemig Saúde e Forluz. Previdência complementar, fundo de pensão, educação financeira e plano de saúde.
    Comentários Gmail
    Comentários Facebook

0 comentários :

Postar um comentário