Justiça nega pedido de suspensão do prazo de adesão ao seguro de vida complementar

A Justiça negou, nesta quinta, 3 de março, pedido de suspensão do prazo para a adesão ao seguro de vida complementar da Cemig. A AEA (Associação dos Eletricitários Aposentados e Pensionistas da Cemig e Subsidiárias) entrou com uma ação cautelar para suspender o prazo de assinatura para a adesão ao seguro complementar do Seguro de Vida em Grupo da Cemig.
O prazo inicial era 29 de fevereiro de 2016. Entretanto, após negociação com a Cemig, a empresa decidiu adiar o prazo para 10 de março.

Com o pedido negado, a AEA deve ingressar, em breve, com um pedido de antecipação de tutela. Ou seja, que a Justiça conceda, de maneira antecipada, o pedido feito pela AEA.


Vale lembrar que outras ações da própria AEA, do Sindieletro e do Sindsul questionam outros pontos do Seguro de Vida da Cemig, como redução (que varia de 20% a 80%) dos valores segurados e retirada da cobertura para morte acidental das apólices de aposentados e cônjuges.
Compartilhe Google Plus

Sobre Portal ABCF

Site da Associação dos Beneficiários da Cemig Saúde e Forluz. Previdência complementar, fundo de pensão, educação financeira e plano de saúde.
    Comentários Gmail
    Comentários Facebook

0 comentários :

Postar um comentário