Previc, Anapar e ASPAS desmentem matéria da revista Istoé

Publicada na edição 2398 da revista ISTO É, a matéria “Os esquemasdo ministro motoqueiro”, claramente tenta desqualificar a atuação da PREVIC (Superintendência Nacional de Previdência Complementar) na sua tarefa de fiscalização dos Fundos de Pensão. Ataca também a Anapar (Associação Nacional dos Participantes de Fundos de Pensão), a Diretora-Superintendente do SERPRO e as intervenções realizadas na Petros e no Serpros. 



A matéria diz que teve acesso a um "organograma sigiloso" da CPI dos Fundos de Pensão que mostra como Carlos Gabas, ex-ministro da Previdência e atual secretário especial do Ministério, "aparelhou a Previc (Superintendência Nacional de Previdência Complementar) com pessoas de sua estrita confiança de modo a exercer ascendência sobre os principais fundos de pensão do País e a gerir negócios ao sabor dos interesses do PT".

Curta nossa página no Facebook

As entidades citadas na matéria reagiram. A Aspas elaborou uma nota de repúdio, que foi enviada à Previc,em que se posiciona sobre o assunto e manifesta apoio à atuação do órgão fiscalizador; a Anapar solicitou à revista direito deresposta, baseada na lei 13.188; a Previc emitiu nota destacando,inclusive que, no caso do Serpro, seu trabalho é em conjunto com a Polícia Federal; e a Superintendente do Serpro enviou comunicação aos empregados.

Compartilhe Google Plus

Sobre Portal ABCF

Site da Associação dos Beneficiários da Cemig Saúde e Forluz. Previdência complementar, fundo de pensão, educação financeira e plano de saúde.
    Comentários Gmail
    Comentários Facebook

0 comentários :

Postar um comentário