CPI dos Fundos de Pensão recomenda que apenas patrocinadoras cubram déficits

A CPI dos fundos de pensão aprovou ontem uma recomendação ao Conselho Nacional de Previdência Complementar para rever a resolução que determina o equacionamento de déficit das entidades após três anos de resultados negativo. 

Pelas regras atuais, cabe à União, por meio das patrocinadoras (entidades às quais os fundos estão vinculados), cobrir metade do déficit; a outra metade fica a cargo dos beneficiários. 


A recomendação da CPI é que a regra seja alterada a partir de 2016 para que os beneficiários não tenham que cobrir metade do déficit; as patrocinadoras continuam cobrindo a parte delas. 


A sugestão vale para o caso de distribuição de superávit. 


Fonte: Valor Online.


Compartilhe Google Plus

Sobre Portal ABCF

Site da Associação dos Beneficiários da Cemig Saúde e Forluz. Previdência complementar, fundo de pensão, educação financeira e plano de saúde.
    Comentários Gmail
    Comentários Facebook

0 comentários :

Postar um comentário